Pesquisa


Projetos Mais Acessados

  1. Risos e lágrimas:o teatro amador em Santo André na década de 1960
  2. Punks do ABC: bandas, gangues e idéias de um movimento cultural...1980
  3. A Segunda Guerra Mundial no ABC e a trajetória de seus combatentes
  4. Culturas e linguagem: metáforas em identidades, ritos e cerimônias nas
  5. Comunicação e cultura na Johannes Keller Schule em São Caetano do Sul
  6. Associações alemãs em São Paulo
  7. A alma feminina nos palcos do ABC: o papel das atrizes (1965 a 1985)
  8. O Grupo Teatro da Cidade: experiência profissional nos palcos do ABC..
  9. Comunicação, Identidade e Memória na Comunidade Germânica no ABC
  10. Ativismo feminista e questão racial

Todos os Temas
Todos os Projetos

Culturas e linguagem: metáforas em identidades, ritos e cerimônias nas

Pesquisa desenvolvida por Raquel Nantes Tavares entre 2007 e 2008. A expansão da industrialização na Europa Ocidental, o aumento da densidade demográfica e o conseqüente empobrecimento da população entre 1880 e 1930, resultaram em fluxos migratórios para a América. O Brasil passava pelo processo da abolição da escravatura, razão pela qual os grandes fazendeiros buscavam trabalhadores livres, originários do Velho Continente. Esses ansiavam por melhores condições de vida e trabalho. As duas guerras mundiais também expulsaram um grande contingente de pessoas da Europa, que viram a América como uma nova oportunidade de vida. Nesse contexto, a região do ABC Paulista recebe e absorve características de diversas culturas dos povos que aqui se estabeleceram, provenientes de várias regiões da Europa. Nesse panorama, as identidades dos imigrantes sofreram transformações durante o processo de imigrar e se estabelecer em uma nova terra. Hall (1999, 88-89) explica que os imigrantes traduzem sua identidade, no sentido latino de "transportar", "transferir", ou seja, os imigrantes habitam, no mínimo, duas identidades e precisam aprender a falar duas línguas culturais, traduzi-las e negociar entre elas. Eles não podem mais ambicionar a pureza de cultura e identidade, porque são produtos de várias histórias e culturas interconectadas. Levando em consideração esses aspectos sobre a imigração, parte-se da seguinte pergunta de pesquisa: "Como as metáforas configuram as identidades de imigrantes no ABC nas narrativas de suas histórias de vida?". Esta pesquisa pretende preencher uma lacuna quanto às nacionalidades dos imigrantes que afluíram para o ABC Paulista, destacando suas identidades, sob o aspecto da linguagem e das metáforas. Com isso, enriquece-se um patrimônio cultural intangível e ressalta-se a importância daqueles que contribuíram para a constituição de uma identidade local, os mais velhos, cujas memórias devem ser registradas, permitindo interpretações de acontecimentos vivenciados por eles no tempo e no espaço sobre a região e o processo migratório. A técnica utilizada é a de história oral, aliada ao método da história de vida, que dá rigor, fidedignidade e riqueza aos depoimentos coletados. A análise dos depoimentos transcritos será feita com base na análise do discurso de linha francesa (AD), na sua versão contemporânea, buscando identificar as metáforas conceituais no discurso dos depoentes, no que se refere às suas identidades. Entenda-se a metáfora segundo o conceito de Lakoff e Johnson (2002), vista como uma operação cognitiva fundamental na apreensão e compreensão do mundo objetivo. Assume-se, portanto, que a metáfora está infiltrada na vida cotidiana, embora não se perceba sua presença. Na análise dos depoimentos transcritos, procuram-se as metáforas que configuram o discurso dos imigrantes, o que auxiliará na compreensão de suas visões de mundo, permeadas por suas crenças, valores, tradições, cultura. 


Temas Projeto

Alemães
Austríacos
Búlgaros
Espanhóis
Holandeses
Italianos
Japoneses
Portugueses
Ucranianos

Depoentes deste Projeto

Angela Dall'Anese Nóbrega
Antônio Laureano de Almeida
Corvina de Jesus Fernandes Andrade
Eneldo Giudici
Erzsébet Klementina Keresztes
Gines Lorente Castells
Grada Theresia Broekman van der Zwaan
Maria Tereza Caymel Lorente
Miguel Zvonimir Krouman
Nikolaj Iwtchenko
Olga Iwtchenko
Julio Dimov

Pesquisadores deste Projeto

André Barbosa Roza
Beatriz Gracindo Lucas
Daniel Pires
Elias Goulart
Felipe Neto Misquini
Henrique Siqueira
João Paulo Soares
José Amozurrutia
Joyce Moraes
Maria Cláudia Ferreira
Maria Isabel Blanco
Marielle Rojas
Natalia de Oliveira
Paula Venâncio
Priscila Ferreira Perazzo
Raquel Nantes Tavares
Tayná Meireles Ruiz
Thalita Nicoletti Cardoso
Vilma Lemos

Obs: nomes exibidos em ordem alfabética

Acervo Hipermídia de Memórias do ABC - Universidade de São Caetano do Sul