Pesquisa


Projetos Mais Acessados

  1. Risos e lágrimas:o teatro amador em Santo André na década de 1960
  2. Punks do ABC: bandas, gangues e idéias de um movimento cultural...1980
  3. A Segunda Guerra Mundial no ABC e a trajetória de seus combatentes
  4. Culturas e linguagem: metáforas em identidades, ritos e cerimônias nas
  5. Comunicação e cultura na Johannes Keller Schule em São Caetano do Sul
  6. Associações alemãs em São Paulo
  7. A alma feminina nos palcos do ABC: o papel das atrizes (1965 a 1985)
  8. O Grupo Teatro da Cidade: experiência profissional nos palcos do ABC..
  9. Comunicação, Identidade e Memória na Comunidade Germânica no ABC
  10. Ativismo feminista e questão racial

Todos os Temas
Todos os Projetos

Busca por Tema

Foram encontrados 2 registros. Mostrando de 1 a 2.

Este trabalho, desenvolvido por Eduardo Veríssimo Chaves, entre 2005 e 2006,propôs-se a avaliar a importância cultural das mulheres atrizes na região do ABC Paulista, num período de efervescência cultural, em que as mulheres começaram a libertar-se da educação cerceadora, assumindo trabalho em fábricas ou em outros setores. A metodologia utilizsda foi a da história oral de vida, em que a memória é concebida tanto no seu sentido individual ou coletivo, relacionando-a às lembranças dessas mulheres. O recorte temporal envolveu a atuação de mulheres atrizes no teatro, no período de 1965 a 1985. Quando se fala de uma sociedade como a do ABC Paulista, marcada como pólo industrial automobilístico e de grande expansão nas décadas de 1950 e 1960, não se pode deixar de lado questões como política, economia, infra-estrutura, organização, trabalho e arte. A inserção da mulher no mundo do trabalho entre 1965 e 1985, nessa região, destacou-se por um quadro de discriminação e submissão. Nas artes, por sua vez, a mulher ampliou seu espaço, participando de atividades culturais, grupos e escolas de arte. Com um ideal forte e revolucionário de fazer teatro para expressar um sentimento libertador, as mulheres atrizes ignoram os costumes familiares, ultrapassando as tradições, permitindo que seus sonhos as levassem  em busca do reconhecimento e de novas oportunidades. Retratar a trajetória de vida dessas atrizes é importante para que se conheça um trabalho artístico expressivo que elevou a mulher, dando-lhe a importância da sua dimensão social, tanto com o trabalho realizado em casa, quanto na indústria ou em escolas. Analisar os preconceitos sociais pelos quais essas mulheres passaram e a importância da escolha de ser atriz no Grande ABC, numa postura de rompimento com os valores da sociedade época, direcionou esta pesquisa.

Pesquisa desenvolvida por Thiago Tadeu Magnani do Nascimento entre 2005 e 2006, voltou-se para o GTC (Grupo Teatro da Cidade), primeiro grupo de teatro profissional, que se estabeleceu no ABC de 1968 a 1978. Teve por objetivos avaliar a formação de público e a descentralização teatral, bem como a atuação da censura em suas produções. Partindo de técnicas de história oral em que as pessoas contam suas histórias de vida, constatou-se, com as entrevistas coletadas, que o GTC contribuiu para a formação de público na região, oferecendo teatro de qualidade de maneira constante à população do ABC. Por ele ter sido mais atuante socialmente, a censura agiu de maneira mais efetiva em seus trabalhos, se comparado aos grupos amadores da região.

Acervo Hipermídia de Memórias do ABC - Universidade de São Caetano do Sul